Três anos após o descredenciamento da UGF e da UniverCidade, professores não conseguem receber salários atrasados

Sexta-feira, 13 de janeiro de 2017 Imagem: Wikipédia / Reprodução / Creative Commons Este é o Zé Povinho, personagem da literatura...

Sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Imagem: Wikipédia / Reprodução /
Creative Commons
Este é o Zé Povinho, personagem
da literatura portuguesa com alma de
brasileiro. É um eterno conformista
ante as injustiças, a corrupção e os
problemas sociais
Há exatos três anos, professores, funcionários e estudantes da Universidade Gama Filho (UGF) e do Centro Universitário da Cidade (UniverCidade) – ambos no Rio de Janeiro – recebiam a pior notícia de suas vidas: que as duas instituições de ensino superior (IES) haviam sido descredenciadas pelo Ministério da Educação (MEC), que alegou suposta ‘baixa qualidade acadêmica’. A notícia foi recebida com lágrimas e desespero. De um lado, pelos que perdiam seus postos de trabalho; do outro, por aqueles cuja incerteza era saber se concluiriam a faculdade.

Os anos se passaram, menos a certeza de impunidade entre os prejudicados. A grande maioria dos empregados não conseguiu receber até hoje os pagamentos e o 13º salário. Esse, por exemplo, é o caso da professora Vera Lúcia Câmara, de 62 anos. Ela trabalhou por mais de 20 anos no Colégio de Aplicação da UniverCidade, o Colégio Cidade, até o descredenciamento, mas saiu de lá com uma mão na frente e outra atrás. Até hoje não recebeu baixa em sua carteira de trabalho.

“O que [nós, professores] conseguimos ganhar foram ‘centavos’ do processo que eles (os gestores da UniverCidade) pagaram em atraso o 13º salário de 2011. Recebemos a correção num processo coletivo. Outro dia, 36 professores, que não haviam recebido nenhuma parcela do 13º salário de 2007, conseguiram a primeira parcela. Agora falta a segunda parcela para todos”, contou Vera Câmara ao OPINÓLOGO.

“Só recebi até agora os juros de R$ 96 do 13º salário de 2011 e a primeira parcela do 13º salário de 2007”, acrescentou a docente.

Salários pendentes de 2013, o 13º salário do mesmo ano, ademais o salário de janeiro de 2014, nunca foram pagos. E não há previsão.

“Aquele aumento de 2003 que eles (os gestores da UniverCidade) não pagaram, e conseguimos ganhar na Justiça, até agora nada!!!”, frisou a docente, em referência ao acordo coletivo daquele ano, quando então teriam começado os problemas na IES.

“Será que um dia iremos receber??? Se o governo descredenciou, ele teria que ter dado garantias aos professores e funcionários. As universidades que ficaram com os alunos não ficaram nem com um décimo dos professores da Assespa. E os do Colégio Cidade não tiveram garantia alguma de emprego”, criticou Vera Lúcia, numa clara referência aos editais do MEC para a transferência assistida dos alunos e que estabelecia a contratação de docentes.

A Assespa (Associação Educacional São Paulo Apóstolo) é a antiga mantenedora da UniverCidade, do empresário Ronald Levinsohn, antes de a mantença ter sido transferida para o nebuloso grupo Galileo Educacional em 2011.

A professora de Direito Regina Cavalcanti ingressou na UniverCidade em 2001, onde permaneceu até o descredenciamento. A baixa em sua carteira foi dada pela Justiça do Trabalho. Na teoria ela ganhou a causa contra a IES, mas na prática nunca logrou receber a grana devida.

“É uma vergonha que o nosso dinheiro esteja no pacote do Petros e do Postalis, e o Ronald Levinsohn saia impune!!! Ele continua na mesma vidinha. Ninguém recebeu. Eu não recebi até hoje a segunda parcela 13º salário de 2007. Eu tive ganho de causa e não consigo nada. O pior de tudo é a inércia dos professores, como sempre”, expressou Regina Cavalcanti a este jornalista.

Além de levar um calote, vários docentes e funcionários administrativos não conseguiram recolocação no mercado de trabalho. Um dos possíveis fatores é a idade, que se torna um grande empecilho.

Para diversos alunos, a vida acadêmica pós-descredenciamento também não foi nada fácil. Que o diga a ex-estudante do 10º período de Direito da Gama Filho Julie Ana Fernandes. Moradora de Japeri, município da Baixada Fluminense situado a 70 km da capital carioca, ela não conseguiu se transferir para a Estácio, por falta de documentação que comprovasse sua situação acadêmica. Com isso, perdeu a bolsa de estudos que recebeu do Programa Universidade para Todos (ProUni), e acabou recorrendo à Universidade Santa Úrsula (USU), mas soube que teria de voltar para o 7º período. Até hoje não terminou o curso.

“Quando eu estava seguindo para o 10º e último período, a faculdade foi descredenciada. Minhas notas do 9º período não foram lançadas e o site saiu do ar. O chão abriu e o céu caiu. Não consegui até hoje minha documentação original que entreguei a Gama Filho. Não consegui ingressar na Estácio, em razão do prazo para apresentar a documentação. Fui acolhida na Universidade Santa Úrsula, que prontamente recebeu muitos alunos. Porém, não poderiam conceder bolsas integrais. Meu currículo foi adaptado e teria que voltar para o 7º período. Fiquei profundamente frustrada. E agora, com a matrícula trancada na USU, me vejo com poucas esperanças de concluir a tão sonhada graduação e seguir uma carreira na área jurídica”, relatou Julie Ana.

Somente a UniverCidade cumpriu determinações do MEC, da Justiça e do Procon fluminense de entregar a documentação dos discentes. E isso durou até o início do ano passado. Já a Gama Filho, teoricamente gerida pelo mesmo grupo empresarial, virou as costas para eles.

O ex-aluno Rafael Flores estava no 9º período de Engenharia Mecânica da UGF, quando a IES foi descredenciada. Para conseguir se formar em 2015 pela Estácio, teve de estudar por mais dois períodos. Na época do descredenciamento, em 2014, os docentes da Gama Filho estavam em greve, decorrente de constantes atrasos salariais, e nem todas as notas foram lançadas no sistema. Na antiga instituição, faltavam apenas sete matérias para concluir a graduação, enquanto que na nova, 17.

“Diferente do que foi acordado, acrescentaram matérias na minha grade, prolongando minha formatura em um ano. Conversei pessoalmente com o coordenador do curso por várias vezes. Esperava por horas, às vezes até perdia o horário das aulas para conseguir falar com ele. Eu mandava e-mails, telefonava, a fim de buscar o cumprimento do que foi determinado pelo MEC. Mas, o próprio coordenador me disse: ‘você vai ter que fazer todas as matérias, pois é assim que fazemos aqui, e com vocês [ex-estudantes da Gama Filho] não será diferente’”, contou Rafael Flores, ao referir-se a uma das exigências dos editais de transferência assistida, que estabelecia que os discentes se formassem no mesmo tempo que se formariam nas antigas IES.

Para o ex-aluno de Odontologia da UGF Higor Tito, a vida acadêmica na Universidade Veiga de Almeida (UVA) não foi nada fácil. Após um suposto erro em sua grade, foi informado de que teria de cursar mais um semestre. Ele teve de recorrer à Justiça, porque sua banca de monografia foi destituída de última hora, em 2013, o que à época lhe pareceu uma represália por ele ter registrado boletim de ocorrência numa delegacia sobre uma suposta perseguição a ele. O caso foi narrado em primeira mão por OPINÓLOGO. Felizmente, ele conseguiu se formar e tem um futuro promissor.

OPINÓLOGO entrou em contato com o Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro e Região (Sinpro-Rio) para comentar o assunto, e foi orientado a conversar com o advogado Márcio Cordeiro. Ele explicou que os pagamentos que têm ocorrido, ainda de forma parcial ou com valores menores, são decorrentes de ações individuais e/ou coletivas de penhora movidas contra os antigos gestores da UniverCidade e da UGF, entre eles o ex-diretor operacional Wanderley Cantieri, em seu imóvel na Barra da Tijuca, de alguns membros da família Gama Filho, do empresário Ronald Levinsohn, em seus bens, incluindo sua mansão na Gávea, além de suas filhas.

O pagamento da primeira parcela do 13º salário de 2007 a 36 docentes da UniverCidade, no final de 2016, conforme descrito pela professora Vera Câmara, se deveu a uma ação de penhora contra Levinsohn que foi ingressada pelo sindicato.

Sabe-se que a atual gestão do grupo Galileo Educacional, gestor das extintas IES, cujo acionista majoritário é o empresário e pastor Adenor dos Santos, tenta judicialmente que a cifra de R$ 1,35 bilhão seja repassada para o grupo, alegando que seria utilizada para quitar o passivo trabalhista. A grana foi bloqueada na operação Recomeço, em junho do ano passado, para indenizar os fundos de pensão Postalis (dos Correios) e Petros (da Petrobras), que se deram mal ao adquirir debêntures emitidas pela mantenedora entre 2010 e 2011 e que tiveram como garantia as mensalidades do curso de Medicina da Gama Filho.

A propósito: durante a operação Recomeço, este jornalista informou que o empresário Ronald Levinsohn tinha sido preso, conforme dito pelo Ministério Público Federal (MPF) em sua página. É a reportagem mais lida e mais comemorada pelo corpo acadêmico durante os 7 anos de existência do blog. No entanto, o jornalismo independente de OPINÓLOGO foi informado de que ele realmente recebeu uma ordem de prisão, mas para evitá-la pagou fiança. O valor estipulado para que pudesse responder em liberdade às acusações era de R$ 8,8 milhões, dinheiro que daria para quitar parte dos pagamentos e/ou indenizações a seus ex-empregados.

COMMENTS

BLOGGER
Nome

2010,7,2011,1,2012,5,2013,1,2014,41,2015,9,2016,21,2017,3,2018,1,450 anos,1,4G,1,50 anos,1,7 de setembro,1,80 anos,1,A Marcha dos Infames,1,Aborto,9,Abranet,1,Acre,1,Adenor Gonçalves,3,Adidas,2,Adolescência,3,Adriana Ancelmo,1,Aécio Neves,14,Aeroporto Tom Jobim,1,África,3,África do Sul,3,Agronegócio,3,Água,3,Água potável,1,Aids,2,Alberto Cantalice,3,Alberto Nisman,7,Alejandro Maldonado Aguirre,1,Alejandro Toledo,1,Alemanha,3,Alerj,40,Alesp,5,Alessandro Molon,3,Alexandre Cardoso,1,Alexandre de Moraes,1,Alexis Tsipras,4,Aliança Batista,1,Alicia Kirchner,1,Alto do Paraíso (RO),1,Álvaro Uribe,1,Amazonas,4,Ambulantes,1,América Central,1,América Latina,110,Amijubi,1,Amor à Vida,1,Amor e Revolução,1,Analfabetismo,1,Anatel,8,Andes,1,Angola,1,Angra dos Reis,1,Anhanguera Educacional,1,Animais,3,Anistia Internacional,1,Aniversário,5,Antonio Ledezma,7,Apagão,1,Aquecimento global,1,Arena Corinthians,1,Argentina,18,Argos,1,Arlei Rosa,2,Armênia,1,Arquidiocese,1,Article 19,1,Árvore de Natal da Lagoa,2,Ásia,13,Assembleia de Deus,1,ATUALIDADES,139,Aureo Lídio,1,Avaaz,1,Avenida Brasil,1,Avianca,1,Avon,1,Azul,1,Babilônia,1,Bahia,5,Baixada Fluminense,2,Banco do Brasil,2,Banco Itaú,1,Banco Mercantil,1,Band,2,Banda larga,5,Bangladesh,1,Barack Obama,6,Barcas,1,Bares e restaurante,1,Barra Mansa,1,Bayer,1,Beija-Flor,2,Belo Horizonte,3,Bento XVI,1,Bilhete Único,4,Black Bloc,1,Blecaute,1,Bolívia,5,Bolsa Família,3,Boni,1,Bonsucesso,1,Bossa Nova,1,Botucatu,1,Bradesco,6,Brasil,344,Brasília,11,Brazuca,1,BRF Brasil Foods,4,BUC,1,Buscador,1,Cabo Daciolo,8,Cabo Frio,1,Cabralfobia,1,Caetano Veloso,1,Campos dos Goytacazes,1,Câncer,2,Candomblé,1,Carlos Alberto Sardenberg,1,Carlos Lupi,2,Carlos Osório,1,Carmen Aristegui,1,Carnaval,11,Carnavalesca,1,Casamento gay,10,Caxias do Sul,2,CBF,3,CBMERJ,1,Ceará,4,Cebela,1,Cedae,7,Cederj,1,Celac,1,Celebridades,4,Celso Lisboa,2,Celso Russomano,1,César Maia,3,Cesva,3,CFM,1,CFP,2,Chapecoense,2,Chapeuzinho Vermelho,1,Chapolin,1,Chaves,1,Chávez,3,Chavismo,9,Cheias de Charme,1,Chico Xavier,1,Chile,14,China,10,Chuvas,1,CICAD,1,Cidade do Samba,1,Clarissa Garotinho,1,Claro,3,Cláudia Leitte,1,Cleptocracia,2,CMRJ,3,CNI,2,CNJ,4,Coca-Cola,2,Código de Conduta,1,Colégio Pedro II,2,Colômbia,19,Compaj,4,Complexo da Maré,5,COMUNICAÇÕES,21,Congresso,4,Consumidor,10,COP-15,2,COP-16,2,Copa,1,Copa das Confederações,6,Copa do Mundo,33,Copacabana,3,Coreia do Sul,2,Correios,2,Corrupção,6,Costa Rica,2,Cota racial,1,CPI,12,Cremerj,2,Criança,3,Crime,5,Crimes na web,1,Criminalidade,1,Cristina Kirchner,10,Cristo Redentor,2,Crítica,1,Cuba,15,CULTURA,10,CUT,8,Dalai Lama,1,Daniel Ceballos,1,Daniel Guerra,2,Daniel Ortega,1,Danilo Gentili,3,DEM,6,Democracia,2,Dica,2,Dicionário inFormal,1,Dilma Rousseff,108,Diploma,2,Direitos Humanos,36,Distrito Federal,7,Ditadura,1,Ditadura militar,4,Dom Pedro I,1,Dom Pedro II,1,Domino's,1,Donald Trump,13,Drogas,1,Duque de Caxias,6,Ecuavisa,2,Edir Macedo,4,EDITORIAL,5,Edson Fachin,1,Eduardo Cunha,5,Eduardo Guimarães,1,Eduardo Paes,10,EDUCAÇÃO,314,Edward Snowden,1,Egito,2,Eike Batista,4,El Comercio,1,El Salvador,1,Eleições,39,Embratel,1,Emirados Árabes Unidos,1,EMS,1,Enem,19,Energia,3,Enrique Peña Nieto,5,Equador,8,Escola da Rua,1,Escola Municipal Friedenreich,3,Escolas de Samba,1,Escravidão,1,Escravos de Jó,1,Espanha,4,Espírito Santo,6,ESPORTES,24,Estácio,34,Estado laico,2,Estados Unidos,43,Estudantes,1,Etiópia,1,Europa,15,Eutanásia,1,Evo Morales,4,Fabiane Maria de Jesus,1,Facha,1,Faculdade Alfacastelo,1,Faculdade Alvorada,7,Faculdade de São Roque,1,FAIPD,1,Fapan,1,Farc,4,Favela,2,Felipe Calderón,1,Fênix 2,1,Fernando Haddad,1,Fernando Henrique Cardoso,1,Fernando Lugo,4,Fernando Mac Dowell,1,FGV,1,Fidel Castro,1,Fifa,8,Flávio Bolsonaro,3,FMC,4,FMI,2,Força Sindical,2,Foro de São Paulo,3,Fortaleza,2,França,1,Francisco Dornelles,3,Francisco I,3,Fuleco,5,Funk,2,Funkódromo,1,Futebol,12,Galileo Educacional,204,Garotinho,4,Gay,14,Geraldo Alckmin,1,Gilberto Gil,1,Globovisión,1,Glória Perez,2,Goiás,2,Google,8,Google AdWords,2,Grécia,7,GRES Estácio de Sá,2,GRES Império Serrano,1,GRES Mangueira,1,GRES Paraíso do Tuiuti,1,GRES Portela,2,GRES Unidos da Tijuca,2,Greve,9,Gripe,1,Guanambi,1,Guapimirim,2,Guarda Municipal,2,Guatemala,6,Guido Mantega,1,Guiné Equatorial,1,Haiti,3,Halloween,1,Harry Potter,1,Heello,1,Heinz,1,Heitor Schuch,1,Henrique Capriles,4,Hillary Clinton,2,Homofobia,2,Homossexualidade,2,Honduras,6,Hong Kong,2,Horário de verão,4,Hospitais,1,Hoy Ecuador,1,HPV,1,HRW,3,Huatabampo,1,Hugo Chávez,23,Humor,2,Hypermarcas,1,Idec,1,Iêmen,1,Igreja Católica,10,IMPD,2,Impeachment,7,Imperatriz Leopoldinense,1,Imposto de Renda,3,Imprensa,1,Indenização,1,Independência,1,Índia,5,Indiana,1,Indonésia,6,Infobae,1,INFORMAÇÃO ÚTIL,12,Inglaterra,4,Ingrid Betancourt,1,Inocência do Islamismo,1,Insaes,1,Internet,21,Irã,3,Irlanda,1,Islamismo,4,Israel,4,Itaguaí,2,Itália,1,Itamaraty,2,Iuperj,1,Iurd,7,Jabulani,1,Jair Bolsonaro,6,Jandira Feghali,2,Japão,1,JBS,12,Jean Wyllys,2,Jennifer Lopez,1,Jesus Cristo,1,João Dória Jr.,1,Joaquim Barbosa,3,Joesley Batista,1,Jogos,1,Jogos da Baixada,1,Jogos Olímpicos,11,Jornal Cruzeiro do Sul,1,Jornalismo,10,Jornalismo opinativo,8,José Alencar,1,José Antonio Dias Toffoli,1,José Dirceu,4,José Eduardo Cardozo,1,José Genoíno,1,José Luiz Datena,1,José Mojica,1,José Mujica,7,José Serra,2,José Sócrates,1,Juan Manuel Santos,5,Julian Assange,2,Kelly Serra,1,Kroton,11,Lei 43.057,1,Lei 8.069/90,1,Lei 8.078/90,2,Lei 9.504/97,1,Lei da Palmada,1,Lei Menino Bernardo,1,Leopoldo López,10,Liberdade de expressão,14,Light,1,Limonada,1,Língua Portuguesa,1,Livros,2,Lixo,1,Lobão,1,Lobo-mau,1,Luciano Mota,2,Luis Almagro,3,Luiz Fernando Pezão,18,Luiz Sérgio,2,Lula,34,Lumay Barreto,1,Maconha,3,Manuel Zelaya,3,Maomé,1,Maracanã,3,Maranhão,1,Marcela Temer,1,Marcelo Aguiar,1,Marcelo Crivella,14,Marcelo Freixo,6,Marcelo Madureira,2,Marcha da Família,1,Marcha para Jesus,1,Márcio Catão,2,Marco Civil da Internet,6,Marco Feliciano,7,Maria Corina Machado,2,María Corina Machado,2,Marina Silva,4,Marisa Formolo,1,Marisa Letícia,1,Marta Suplicy,1,Mate,1,Mato Grosso,2,Mato Grosso do Sul,1,Mayara Petruso,1,MBL,2,MEC,125,Medicamento,1,MEIO AMBIENTE,2,Meleca,1,Mensalão,9,Mercosul,6,Metrô,3,México,26,Michel Temer,44,Michelle Obama,1,Microsoft,4,Mídia,3,Minas Gerais,9,Mineiros,1,Ministério da Família,1,Ministério da Justiça,1,Ministério da Saúde,8,Ministério do Esporte,1,Ministério do Trabalho,1,Ministério Público,9,Miriam Leitão,1,Miss Universo,4,Mitt Romney,1,MNDH,1,Montes Claros,1,Moreira Franco,4,MPL,1,MST,9,Mudanças climáticas,1,MUNDO,182,Museu do Índio,3,Música,1,Natal,2,Natan Donadon,1,Natureza,1,NBC,3,Nepal,6,Néstor Kirchner,1,Net,1,Nextel,1,Ney Matogrosso,1,Nicarágua,6,Nicolás Maduro,33,Niterói,2,Nordeste,3,Noticiero y Opinión,1,Nova Zelândia,1,Novela,5,Novo,1,Novo site,1,Nuestro México del Futuro,1,Numerologia,2,O Boticário,1,O Globo,1,O Maior Brasileiro de Todos os Tempos,2,OAB,2,OAB-BA,1,OAB-CE,1,OAB-DF,1,OAB-PE,1,Odebrecht,7,OEA,8,Oi,7,Ônibus,17,ONU,12,Opas,1,Operação Calabar,1,Operação Calicute,4,Operação Carne Fraca,9,Operação Conclave,1,Operação Eficiência,1,Operação Lava-Jato,10,Operação Recomeço,2,Opinólogo,10,Opinólogo.com,1,Oração do Delegado,1,Ordem,1,Oriente Médio,2,Orlando Silva,1,Os Cavaleiros do Zodíaco,1,Osama Bin Laden,1,Otto Pérez Molina,3,Ozônio,1,P,1,Pai Nosso,1,PAÍS,67,Palestina,2,PAMC,2,Panamá,4,Papai Noel,1,Paperblog,1,Paquistão,3,Pará,1,Paraguai,7,Paraíba,2,Paraná,4,Passagem,4,Pastor Everaldo,1,Pastor Ezequiel Teixeira,1,Pastor Sargento Isidório,1,Pastor Sebastião,1,Paulinho da Força,3,Paulo Maluf,1,Paz,1,PC do B,6,PDT,1,Peccin Agroindustrial,1,Pedofilia,2,Pedro Paulo,2,PEN,1,Pentecoste,3,Pernambuco,3,Peru,6,Petrobras,15,Petróleo,2,Petrópolis,1,PHS,1,Pitbull,1,Pizza,1,Plutão,1,PMB,1,PMDB,35,PNC,1,PNPS,9,Podemos (PTN),2,Polícia,8,POLÍTICA,209,Politicagem,1,Políticos,1,Polvilho,1,Porto Alegre,1,Porto Rico,2,Portugal,7,Portugal Telecom,1,Positivo,2,PP,6,PPS,3,PR,1,PRB,2,Preconceito,2,Previdência,3,Primeira Dama,1,Princesa Isabel,1,Procon-RJ,2,Procriação,1,Programa Mais Médicos,6,Protesto,22,ProUni,2,Provas,1,PRTB,1,PSB,5,PSC,6,PSD,1,PSDB,34,PSDC,1,PSOL,23,PSTU,1,PT,79,PTN,2,Publicidade enganosa,2,PUC-Campinas,1,PUC-Rio,1,PUC-SP,1,PV,1,Rachel Sheherazade,5,Racismo,2,Rafael Correa,4,Randolfe Rodrigues,1,RCTV,2,Recife,1,Rede Globo,4,Rede Record,3,Rede Sustentabilidade,4,Redes Sociais,7,RedeTV!,1,Reforma da Previdência,1,Reforma Ortográfica,1,Reforma Trabalhista,1,Região Serrana,2,Registro.br,2,Reinaldo Azevedo,3,Reino Unido,4,Relações internacionais,1,Religião,33,Renan Calheiros,2,Repsol,1,República Dominicana,1,Ricardo Barros,1,Ricardo Fabris de Abreu,1,Ricardo Lewandowski,1,Ricky Martin,1,Rio de Janeiro,399,Rio Grande do Norte,2,Rio Grande do Sul,9,RJ,12,Roberto Gómez Bolaños,1,Rocinha,1,Romário,5,Romero Jucá,1,Rondônia,1,Roraima,2,Rosinha Garotinho,1,Royalties,1,RSF,1,RTP,1,SAAE-RJ,14,Saint Seiya,1,Salário,3,Salve Jorge,2,San José,1,Sandro Matos,1,Saneamento básico,1,Santa Catarina,2,Santa Maria,4,Santo Antônio de Pádua,1,Santos Dumont,1,São João da Barra,1,São João de Meriti,1,São Paulo,41,São Pedro,1,São Sebastião do Alto,1,Sapezal,1,Saquarema,1,Saudação,1,SAÚDE,16,SBT,13,Seara,1,Segredo,1,SEGURANÇA,18,Semana Santa,1,Senac,18,Senado,5,Sepe/RJ,2,Ser Educacional,7,Sérgio Cabral,14,Sérgio Moro,2,Sergipe,1,Sete,1,Setec,1,Sexo,1,Shopping Nova América,2,Silas Malafaia,8,Sílvio Santos,1,SinMed/RJ,14,Sinpro-Rio,57,SIP,1,Sisu,2,Site,1,Sky,1,Sociedade Brasileira de Instrução,1,Solidariedade,3,Sony,1,Sophia Fernandes,1,Sorocaba,1,SP,2,STF,15,Sub-20,1,Suécia,1,Suesc,6,Suíça,2,Suipa,1,SuperVia,2,Tarcísio Motta,2,Táxi,1,Teleamazonas,1,Telefonia,2,Teleton,1,Televisa,3,Telluride Foundation,1,Teori Zavascki,1,Teresópolis,3,Terra Empresas,3,Terremoto,19,Terrorismo,1,Tibete,2,Tim,4,Tiririca,3,Tirulipa,1,TJRJ,2,Trabalho,4,Trânsito,1,TRANSPORTES,17,TRE-AL,1,TRE-RJ,2,Trem,3,Tsunami,1,Turquia,3,TVE,1,Twitter,1,Uber,1,UBM,1,Ucam,18,Uerj,6,Uezo,1,UFRJ,1,UFSM,4,Uganda,1,UGF,213,Unasul,7,UNE,8,Unesp,1,Unicamp,1,Uniesp,10,Unifieo,2,Unig,1,Unigranrio,4,Uninove,1,Unisuam,2,Unitau,1,UniverCidade,216,Universidade Lusófona,1,Universidade Santa Úrsula,4,Universidades,3,Universidades federais,1,Univisión,4,Uol,1,UPP,4,Uruguai,9,UVA,23,Vacinação,3,Vaio,1,Valdemiro Santiago,2,Vaticano,3,Vatileaks,1,Veja,1,Velox,1,Venezuela,79,Vestibular,1,Vigilância Sanitária,1,Vinícius e Tom,1,Violência,1,Viradouro,1,Vivo,4,Votação,2,Washington Reis,4,Webesteira,1,Wikileaks,6,Wikipédia,3,Wom,1,Woody Allen,1,Xuxa,2,Yoani Sánchez,1,YoSoy132Media,1,You Tube,6,YPF,1,Zito,3,Zuzeco,1,
ltr
item
Opinólogo: Três anos após o descredenciamento da UGF e da UniverCidade, professores não conseguem receber salários atrasados
Três anos após o descredenciamento da UGF e da UniverCidade, professores não conseguem receber salários atrasados
https://1.bp.blogspot.com/-uLM-TPVKGXw/WHlqKKiw_vI/AAAAAAAACiA/nKrvR_8Jsk8jdhhMaZlErMCnyKncGOTmgCLcB/s400/ze%2Bpovinho.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-uLM-TPVKGXw/WHlqKKiw_vI/AAAAAAAACiA/nKrvR_8Jsk8jdhhMaZlErMCnyKncGOTmgCLcB/s72-c/ze%2Bpovinho.jpg
Opinólogo
http://www.opinologo.com.br/2017/01/tres-anos-apos-o-descredenciamento-da-ugf-e-da-univercidade-professores-nao-conseguem-receber-salarios-atrasados.html
http://www.opinologo.com.br/
http://www.opinologo.com.br/
http://www.opinologo.com.br/2017/01/tres-anos-apos-o-descredenciamento-da-ugf-e-da-univercidade-professores-nao-conseguem-receber-salarios-atrasados.html
true
5480391970516636544
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Clique para ver Responder Cancelar resposta Deletar By Home PAGES POSTS Clique para ver tudo sobre esta editoria Recomendada para você LABEL ARCHIVE Buscador ALL POSTS Not found any post match with your request Voltar para a Página Incial Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy